EMPRESADECRIACAODESITES - SITES


[$$ COMPRE BITCOIN E OUTRAS MOEDAS DIGITAIS COM CARTÃO DE CRÉDITO $$]

Qual seu Estado ? Cidade:

CALDEIROES BOM CONSELHO - PERNAMBUCO

Aposentado De Itu Percorre Mais De 17 Mil Km A Pe No Brasil E Exterior


Fonte: http://www.jornalcruzeiro.com.br/materia/840859/aposentado-de-itu-percorre-mais-de-17-mil-km-a-pe-no-brasil-e-exterior


Voltar

Aposentado de Itu percorre mais de 17 mil km a pé no Brasil e exterior - 04/12/17 - SOROCABA E REGIÃO - Jornal Cruzeiro do Sul SOROCABA E REGIÃO 19/01/2018 Trânsito Cruzeiro Card Assinatura SOROCABA E REGIÃO Aposentado de Itu percorre mais de 17 mil km a pé no Brasil e exterior 04/12/17 | Adriano Catozzi - [email protected] Quando tinha 48 anos de idade, o então bancário Oswaldo Buzzo teve diagnosticadas duas hérnias de disco e, para não ter de se submeter a uma cirurgia, acatou o conselho médico de abandonar os esportes que provocassem impacto. Então, em 1º de janeiro de 2000 decidiu parar com as corridas (entre três e seis quilômetros diários e de 10 a 15 quilômetros aos finais de semana) que praticou por 25 anos e passou a nadar três vezes por semana e, principalmente, a caminhar diariamente. Começou e não parou mais. Hoje, aos 66 anos, esse ituano radicado em Campinas se orgulha de ter percorrido a pé 17.051 quilômetros, incluindo 11 trajetos diferentes para o Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha, e uma infinidade de outros longos percursos pelo Brasil. Para se ter uma ideia, a volta na Terra tem 39.840 quilômetros. Não estão computados aí os treinos de 10 a 15 quilômetros diários (de 5 a 8 na fase inicial). "Se somarmos todos os dias que caminhei, dá 551, são quase dois anos. Se for contarmos as caminhadas no dia a dia, desde que comecei, aí passei dos 63 mil até o momento", avalia. Como esta entrevista foi feita há algum tempo, esses números já podem estar defasados. Ah: some-se aí mais 37 Romarias de Itu a Pirapora do Bom Jesus (de 50 quilômetros cada). Defronte à catedral de Santiago de Compostela, na Espanha: uma obsessão - ARQUIVO PESSOAL "Tenho 11 compostelanas (documento que atesta ter chegado a pé à Catedral de Santiago de Compostela), mas já fiz 13 trajetos pela Espanha", lembra. O maior deles é conhecido como Via de la Plata e vai de Sevilha a Santiago, num total de 1.008 quilômetros. Buzzo percorreu também de Lourdes (França) a Santiago, que dá 926; de Lisboa a Santiago (630); o Caminho do Norte (838); e vários outros. "O menor que fiz foi o Caminho Inglês, de apenas (!) 126 quilômetros", registra. Ele explica que para se chegar a Santiago de Compostela existem, basicamente, quatro grandes caminhos. Cada um entra na cidade destino por um lado e se encontram defronte à catedral. No entanto, existem inúmeros trajetos que confluem e acabam se unindo aos caminhos maiores. "Neste ano eu fiz o de MontSerrat, entrei no principal quando faltavam 600 quilômetros", conta. No Brasil, o caminho mais conhecido é o da Fé, que teoricamente vai de Tambaú a Aparecida -- mas pode sair de Sertãozinho, de São Carlos, de Mococa, etc. Todos eles confluem em Águas da Prata. O teoricamente mais "fácil" é o Caminho do Sol, que sai de Santana de Parnaíba, passa por Pirapora do Bom Jesus, Cabreúva, a zona rural de Itu e Salto, Indaiatuba e vai até Águas de São Pedro. "Não é tão bonito, nem o meu favorito, tanto que nunca o repeti. Mas é um caminho organizado, tem saídas de grupos mensais, poucos obstáculos, por isso é indicado para quem está começando", diz. Oswaldo Buzzo num trecho do Caminho do Norte, entre Santander e Santillana del Mar, percorrido em 2011 - ARQUIVO PESSOAL Mas muitos dos caminhos percorridos por Buzzo no Brasil não têm caráter religioso. É o caso da Estrada Real -- são 1.100 quilômetros de Diamantina (MG) a Parati (RJ) -- ou o das Missões, no RS, que são históricos; ou o circular Caminho dos Anjos, em MG, e o Circuito Eu
... ++ Mais

TAGS:

Aposentado percorre mais Brasil exterior 04/12/17 SOROCABA REGIÃO Jornal Cruzeiro SOROCABA REGIÃO 19/01/2018 Trânsito Cruzeiro Card Assinatura SOROCABA REGIÃO

HTML Box Comentário está carregando comentários ...