EMPRESADECRIACAODESITES - SITES


[$$ COMPRE BITCOIN E OUTRAS MOEDAS DIGITAIS COM CARTÃO DE CRÉDITO $$]

Qual seu Estado ? Cidade:

CIDADE - ESTADO

30 Empresas Estao Envolvidas Em Rombo De 140 Milhoes Ao Estado Por Sonegacao


Fonte: http://circuitomt.com.br/editorias/policia/123204-30-empresas-estao-envolvidas-em-rombo-de-140-milhoes-ao-estado-por-sonegacao.html


Voltar

30 empresas estão envolvidas em rombo de 140 milhões ao Estado por sonegação Toggle navigation PUBLICIDADE OPERAÇÃO CRÉDITO PODRE 30 empresas estão envolvidas em rombo de 140 milhões ao Estado por sonegação Na operação, a 7ª Vara Criminal de Cuiabá expediu 16 mandados de prisão preventiva, 34 ordens de busca e apreensão e 9 conduções coercitivas Da Redação Equipe 07/12/2017 14h24 | Atualizada em 07/12/2017 17h04 Divulgação Investigações da Polícia Judiciária Civil, desenvolvidas em conjunto com a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), levantaram que mais de 1 bilhão de grãos saíram do Estado de Mato Grosso, sem o devido recolhimento do ICMS, deixando prejuízo estimado em R$ 143 milhões, entre os anos de 2012 a 2017. O montante de dinheiro que o Estado deixou de arrecadar, no esquema que envolveu 30 empresas de fachadas ou fantasmas, constituídas com o objetivo de promover a  sonegação do impostos, poderia ser investidos na aquisição de 753 leitos de UTI;  938 viaturas policiais; construção de 72 escolas; e 1.400 casas populares. O esquema foi descoberto nas investigações da operação "Crédito Podre", deflagrada nesta quinta-feira (07), pela Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz), com a participação de por 140 policiais civis, 18 fiscais e agentes de tributos da Secretaria de Fazenda e 2 peritos da Politec. Na operação, a 7ª Vara Criminal de Cuiabá expediu 16 mandados de prisão preventiva, 34 ordens de busca e apreensão e 9 conduções coercitivas. Todos os 16 envolvidos no esquema foram presos e oito conduzidos coercitivamente para depoimentos. Em coletiva de imprensa, na manhã desta quinta-feira , na sede da Diretoria Geral da Polícia Civil, o secretário de Segurança, Gustavo Garcia Francisco, destacou a importância das ações de enfrentamento a sonegação fiscal, de modo a recuperar e impedir que recursos importantes para o atendimento básico à sociedade como  saúde, segurança, educação e habitação sejam desviados. “É uma política do Governo do Estado e está na agenda da Secretaria de Segurança essa parceria  com secretarias para coibir essa prática que sangra os cofres públicos”, afirmou. O secretário de Estado de Fazenda, Gustavo de Oliveira, agradeceu ao governador Pedro Taques por todo o esforço que ele tem feito entre as diversas secretarias. “Sem essa parceria entre a Sefaz e Sesp não estaríamos aqui hoje e talvez teríamos constituído créditos a empresas e pessoas que não teriam capacidade real de recolher os tributos aos cofres públicos, por não terem lastro financeiro”, disse ao lembrar que a fraude tira recursos que pertencem à sociedade”, destacou. O gestor agradeceu o comprometimento de toda a equipe da secretaria, que detectou indícios da fraude e fez os apontamentos necessários para subsidiar o início das investigações. "A organização criminosa, mediante a produção de documentos ideologicamente falsos constitui empresas de fachadas, posteriormente, promove a sonegação do ICMS, possibilitando que os integrantes desta robusta organização criminosa ofereçam ao mercado, mercadorias mais baratas, já que não recolhem o tributo incidente sobre a mercadoria", disse o delegado Sylvio do Vale Ferreira Júnior, que preside o inquérito policial iniciado em fevereiro de 2017. Em sua decisão, a juíza da 7ª Vara Criminal, Selma Rosane Santos Arruda, argumenta que o montante que deixou de ingressar nos cofres públicos, em virtude das fraudes descobertas, poderia ser utilizado para trazer maior qualidade de vida à população mato-grossense, aplicados em políticas sociais, saúde básica, segurança pública, dentre outras áreas do desenvolvimento humano. Notas fraudadas Em seis anos, a organização criminosa montada para sonegar impostos de transações comerciais da venda de grão no Estado de Mato Grosso, emitiu 2,
... ++ Mais

TAGS:

empresas estão envolvidas rombo milhões Estado sonegação Toggle navigation PUBLICIDADE OPERAÇÃO CRÉDITO PODRE empresas estão envolvidas rombo milhões Estado sonegação operação Vara Criminal Cuiabá expediu mandados prisão preventiva ordens busca apreensão conduções coercitivas Redação Equipe 07/12/2017 14h24 Atualizada 07/12/2017 17h04 Divulgação Investigações Polícia Judiciária Civil desenvolvidas conjunto Secretaria Estado Fazenda (Sefaz) levantaram mais bilhão grãos saíram Estado Mato

HTML Box Comentário está carregando comentários ...